• Sessão Especial 25/09
  • Audiência Pública sobre a Cosip
  • A gente faz
  • Cauduro de Oliveira
  • Siga a CVJ nas redes sociais
Imprimir
PDF

Assuntos polêmicos debatidos na sessão da Câmara

O pedido de informação feito pelo vereador Patrício Destro, no plenário da Câmara de Vereadores de Joinville, marcou a sessão de hoje. De acordo com o parlamentar, a informação que chegou ao seu conhecimento é que a diretoria da Companhia Águas de Joinville (CAJ) concedeu aumento salarial de 16% aos seus integrantes. Patrício insistiu para que seja apurado e que se confirmado medidas sejam adotadas, pois num momento onde os servidores da prefeitura fazem um movimento reivindicatório pelo pagamento de reposição salarial, referente período entre 2010 e 2011, terá sido um acinte. O vereador Maurício Peixer ocupou a tribuna para referendar a informação do colega, “vereador Patrício essa informação também chegou ao meu conhecimento, mas o senhor a antecipou”, disse. Assim como Destro, Peixer reforçou o pedido de informação para apuração da informação que deverá ser apresentado à votação pela plenária na próxima semana.

O vereador Osmari Fritz ocupou a tribuna para apresentar a resposta de um pedido de informação que fez ao executivo questionando quantas empreiteiras prestam serviços nos cemitérios de Joinville e há quantos anos elas atuam sem ser através de processo licitatório. De acordo com a prefeitura são 13 empreiteiras que exploram os serviços funerários nos cemitérios, pelo período entre 10 a 42 anos sem terem participado de licitação. Apenas através de autorização, segundo Fritz, sabe-se lá como, talvez através de normativas, ajustes ou outros meios que foram sendo utilizados, pelos governos que administraram Joinville neste período, para ir deixando as coisas como estão hoje. Ainda segundo o parlamentar, esse tipo de procedimento continua crescendo (a falta de licitação) e já abrange o mercado público municipal, o camelódromo, a concessão para o serviço de táxis, os cemitérios e questionou por quanto tempo e quantos mais serão os serviços e repartições que entrarão neste rol.

O vereador Lauro Kalfels garantiu ao colega Osmari Fritz que a denúncia, embasada com farto material fotográfico, feita na sessão de quarta-feira, dia 8, na tribuna do legislativo, que caminhões de da empresa Ambiental/Engepasa, de coleta de lixo recicláveis estavam descartando os resíduos em área do aterro sanitário da cidade será discutido na próxima reunião da Comissão de Urbanismo, da qual é presidente. De acordo com Kalfels no edital, de 2008, que autorizou o contrato da municipalidade coma empresa consta uma cláusula onde consta que todo o lixo considerado reciclável após recolhido deverá ser entregue na cooperativa de catadores de materiais recicláveis para ser separado e dada a correta e devida destinação. Ao invés de jogar no aterro sanitário. Osmari cobrou também o cumprimento correto do itinerário das ruas para as coletas, nos devidos dias e horários repassados aos moradores dos bairros da cidade. “Tenho recebido reclamações que não está sendo cumprido o itinerário e isso deve ser revisto urgente”, reforçou o vereador.{jcomments on}

Foto: Sabrina Seibel

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br