• Siga a CVJ nas redes sociais

Comissão de Cidadania ouve secretário sobre assistência social na pandemia

Por Marina Bosio.

Câmara de Vereadores de Joinville
Secretário de Assistência Social fala em reunião/Reprodução CVJ TV
 
O secretário de Assistência Social de Joinville, Vagner de Oliveira, participou virtualmente, nesta quarta-feira (20), da Comissão de Cidadania. Os vereadores queriam saber como está o auxílio às famílias de baixa renda durante a pandemia. O diretor executivo da Secretaria de Meio Ambiente (Sama) Osmari Fritz também esteve na reunião, para responder sobre a distribuição de fichas de castração de animais domésticos.
Segundo o secretário de Assistência Social, com a pandemia a pasta teve que se reorganizar para atender as demandas por telefone. De acordo com Vagner, a Secretaria está focando esforços para atender as famílias de baixa renda com a distribuição de cestas básicas, visto que a procura aumentou muito neste período. Vagner afirmou que já foram distribuídas 7 mil cestas básicas. De acordo com o secretário, a quantidade e a variedade de alimentos é montada levando em conta orientação técnica de nutricionistas, e a Secretaria leva as cestas básicas até a casa das famílias.

Ele explicou que os CRAS estão de portas fechadas, sem atendimento ao público de forma direta, mas estão funcionando. Os servidores da assistência social fazem por telefone o acompanhamento das famílias cadastradas nos programas sociais.

O secretário explicou que no momento não estão sendo feitos novos cadastros do Cadastro único, porque o procedimento era feito presencialmente, mas que brevemente será colocada em prática a Portaria 368 do Ministério da Cidadania, que possibilita novos cadastros do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal por telefone. Esta portaria foi publicada no dia 29 de abril.

Vagner de Oliveira afirmou que no início da pandemia o Centro Pop teve interrupção de parte dos serviços, mas já está com o atendimento normal. O secretário ressaltou que os servidores que lá atuam estão usando Equipamentos de Proteção Individual, assim como os usuários, e que medidas de higiene foram intensificadas.

Questionado sobre o aumento dos casos de violência doméstica, o secretário afirmou que esse atendimento passa pelos CREAS e que o município conta com uma casa de acolhimento, a Casa Viva Rosa. Segundo ele, apesar de no passado ter sido cogitada a terceirização desse serviço, isso não foi concretizado e a Casa Viva Rosa continua sob administração do município.

Castração de animais

De acordo com o diretor da Sama, Osmari Fritz, a castração de animais continua sendo realizada, mas não estão sendo feitos novos cadastros para este serviço. Ele classificou como impossível fazer novos cadastros neste momento, e solicitou às protetoras de animais que absorvam a demanda. A vereadora Tânia Larson (PSL) afirmou que isso está muito difícil, já que cada protetora recebe três fichas por mês, e segundo ela essa quantidade é muito pequena.

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br