• Siga a CVJ nas redes sociais
  • Audiência Pública

Comissão Especial do coronavírus ouve secretário de Saúde de Joinville

Por Marina Bosio.

Câmara de Vereadores de Joinville 
O secretário de Saúde de Joinville, Jean Rodrigues da Silva, participou nesta segunda-feira (27) da Comissão Especial da Covid-19. Ele respondeu perguntas dos vereadores sobre as ações do município para enfrentar a doença.

O secretário informou que atualmente Joinville tem um total de 201 leitos de UTI contando as redes públicas e privada, sendo que desses, 65 leitos estão reservados para atendimento exclusivo de pacientes de Covid. Esses leitos atenderão também pacientes de Araquari, Barra do Sul, Garuva, Itapoá, Barra Velha e São João de Itaperiu.
“Esses leitos já estão com respiradores, com equipe para atendimento, com tudo certinho. Estamos trabalhando para ter mais 35 leitos exclusivos para pacientes com covid até 15 a 20 de maio. Para isso precisamos de ajuda do governo estadual e federal para acessar respirados, e eu não estou falando do recurso, e sim de efetivamente ter os aparelhos”, afirmou.
Segundo o secretário, atualmente 4 pacientes com covid estão internados em UTI e outros 6 pacientes estão internados em UTI com suspeita de Covid, aguardando a confirmação de diagnostico pelo resultado do exame. “Joinville tem a maior quantidade de leitos de UTI por habitante do estado”, destacou o secretário.

Quanto aos leitos de enfermaria, o secretário afirmou que são 290 leitos de enfermaria exclusivos para o tratamento de Covid. Atualmente o município tem nove pacientes com coronavírus confirmado internados em enfermaria.

Projeções

Segundo o secretário, a Secretaria de Saúde estima que o município tem atualmente 10 vezes mais pessoas infectadas do que o número oficial de confirmados. Até o fechamento desta matéria, eram 130 casos confirmados em Joinville. Segundo Jean, a projeção é que até meados de julho a cidade tenha 524 casos confirmados, mantendo-se esse ritmo de testagem.
Entretanto, de acordo com Jean, o município terá mais confirmações, já que número de exames vai aumentar, podendo chegar a 5.240 mil casos.
“A gente espera que essa projeção não se confirme, mas esses são os números com que estamos trabalhando para dimensionamento da rede de saúde”, afirmou.

Unidades de saúde

Segundo o secretário, as unidades de saúde do rede pública do município foram divididas em unidades sentinela, que atendem os pacientes com síndromes gripais, já que no primeiro momento não se sabe se é covid ou se é algum tipo de gripe, e em unidades de referência, que atendem outras questões de saúde.
De acordo com Jean, assim o atendimento a possíveis pacientes de covid foi concentrado em 15 unidades, o que segundo ele é uma estratégia para evitar contaminação e também para racionalizar o uso de EPIs, já que nessas unidades é feito o uso mais intensivo dos equipamentos de proteção.

Testes rápidos

Jean Rodrigues da Silva afirmou que o município já concluiu uma licitação para a compra de testes rápidos de covid para aplicação em massa. O secretário destacou o valor de compra de cada unidade do teste, R$ 90, que segundo ele é um valor bem abaixo do valor de mercado (segundo o secretário, entre R$ 180 e R$ 200). Os testes, entretanto, ainda não chegaram.

O objetivo da secretaria de Saúde é testar 60 mil joinvilenses nos próximos 90 dias. Segundo o secretário, são 18 mil testes rápidos no modelo sorológico, que consegue identificar se a paciente já teve o covid ou se ainda tem, e mais 6 mil testes de biologia molecular comprados. O município também está trabalhando em uma licitação para a compra de mais 12 mil testes rápidos. A iniciativa privada sinalizou a compra de aproximadamente 8 mil testes.O resto que falta para fechar os 60 mil ainda está em análise se será adquirido por meio de convenio com governo do estado ou pelo município. “Nossa ideia é chegar a 10% da população de Joinville testada”, afirmou.

Joinville em comparação com SC

Joinville é o maior município de Santa Catarina e tem o segundo maior número de casos confirmados, atrás de Florianópolis. O secretário destacou que Joinville teve menos mortes que Criciúma e Florianópolis, e com número igual Camboriú.
“Com a liberação de várias atividades, estamos monitorando de perto se há o crescimento significativo do número de internações. O números de casos confirmados naturalmente vai crescer porque o acesso aos testes serão ampliados ao longo do tempo”, lembrou o secretário.
“A ocupação de leitos é a questão que mais nos preocupa, mas atualmente ainda estamos com uma situação confortável”, afirmou.

Receitas e despesas

O município recebeu R$ 12,3 milhões para o enfrentamento ao covid, sendo mais de R$ 10 milhões de repasses do Ministério da Saúde e R$ 2,5 milhões em recursos recebidos da Câmara de Vereadores de Joinville.
A Câmara prometeu a destinação de 8 milhões de recursos economizados do orçamento da Casa para o combate ao coronavírus, mas parte desses recursos ainda não chegou efetivamente à Secretaria de Saúde.

Segundo Jean, o governo do estado deve repassar R$ 4 milhões ao Hospital Municipal São José, mas esse recurso ainda não está disponível, assim como R$ 1,3 milhão de uma emenda federal que também não está disponível ainda. Os gastos com o combate ao coronavírus já somam R$ 10,9 milhões.

Máscaras para a população

O secretário Jean afirmou que o município vai distribuir, a partir do dia 4, máscaras de tecido para os munícipes de Joinville. Ao todo, serão distribuídas 500.000 máscaras caseiras de tecido à população residente em Joinville, limitadas a duas unidades por CPF.
A distribuição será feita por supermercados que se inscreveram por meio de um chamamento público feito pela Prefeitura.

Hospital Municipal São José

Segundo o secretário, o Hospital Municipal São José foi dividido para o enfrentamento ao covid. Há uma parte limpa e uma parte denominada de parte suja, completamente isolada, onde são exclusivamente atendidos possíveis casos de Covid. Na parte suja o uso de EPIs, segundo Jean, é ainda mais intensivo.

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br