• Sessão Especial 30/08
  • Acesse o portal da transparência
Blog da LOT

Demanda do Procon cai por conta de novas formas de atendimento a reclamações

O gerente do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), Kleber Fernando Degracia, esteve na CVJ esta tarde para responder a dúvidas levantadas pelo vereador Wilson Paraíba (PSB) quanto à não existência de uma sede própria do Procon.

Durante exposição do trabalho realizado pelo órgão na reunião da Comissão de Cidadania, Degracia disse que o número de reclamações feitas diretamente ao Procon tem diminuído em virtude de novas formas de prestação de queixa, como o site consumidor.gov.br, do governo federal, que registrou, apenas em julho deste ano, 178 reclamações feitas a partir de Joinville.

Atualmente situado na rua Saguaçu, 265, no mesmo complexo em que está a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), o Procon teve uma queda no número de reclamações abertas de 18% entre os anos de 2015 (7.471 reclamações) e 2016 (6.141).

A projeção é de continuidade da queda, uma vez que até este mês foram abertas 3.371 reclamações. Na avaliação de Degracia, a tendência é que esse número chegue a 5,5 mil. “Reclamações abertas” são aquelas incluídas no sistema após uma primeira avaliação quanto à possibilidade de atendimento pelo Procon.

Sede própria

Com relação ao questionamento de Paraíba, Degracia disse que uma sede própria "seria um sonho", mas que não havia como instalá-la no momento porque, entre outras coisas, não há terrenos disponíveis para a implantação na região central da cidade, e os valores para a aquisição de um terreno na região seriam muito elevados.

O dinheiro arrecadado pelo Procon com multas aplicadas está em torno de R$ 1,9 milhão, conforme Degracia, valores que não podem ser aplicados em outro campo que não a própria defesa do consumidor.

Bairros

O vereador Adilson Girardi (SD) perguntou qual seria a possibilidade de abrir um posto do Procon em subprefeituras, como já houve em outros tempos. Conforme Degracia, o atendimento nesses postos era muito baixo. Degracia disse que tinha ideia de descentralizar o serviço, mas que percebeu que o joinvilense prefere se deslocar até o Centro para ser atendido.

Pesquisas de preço

A página do Procon disponibiliza algumas pesquisas de preços que podem ser consultadas pelos cidadãos, como as que listam produtos que integram a cesta básica, produtos necessários para churrasco e a pesquisa de combustíveis. Estariam em desenvolvimento pesquisas sobre produtos para bebês e também um refinamento da pesquisa dos produtos de cestas básicas que incluiria as marcas dos produtos.

Texto: Jornalismo CVJ, por Sidney Azevedo

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br